II Festival de Poesia da Cidade de São Paulo - Poemas inscritos

Sonhos e sonhadores

TÍTULO DO POEMA: Sonhos e sonhadores
AUTOR DO POEMA: Hélcio Vieira
INTÉRPRETE: Hélcio Vieira

 

 

 

 

Ato num momento diferente 

Dão tom à imaginação criativa 

Ações misteriosas da mente

Brotam imagens estranhas  

Loucuras que  vêm de dentro

Umas recorrentes como cópias

Outras inéditas florescem sementes

Primeiras experiências inventivas

Floridas  do cérebro humano 

Ainda mistério no acadêmico 

Estórias que  invejam poetas

Penso 

Muitos viram contos 

Realidade daquele roteiro

São magias e várias misturas

Instantes capturados no sono 

Cruzamentos de percepções 

Armazenamento de passado

Transmissão do oculto abstrato

Vibração boa e de maus tratos

Uns chamamos pesadelos 

Outros  são pura excitação

Sonhados de olhos abertos

Por escritores ritmados 

Desenhistas de fases loucas

Iniciadores de pioneiros processos 

Jogam a gente do penhasco

Destroem o certo do errado

Integram o vasto intelecto 

De  imaginadores do surreal

Intrínseco em almas abertas

Início básico de novos criadores 

Dominadores deste tipo de arte

Registram e perpetuam cenas

Só transmitidas no seu interno 

Costuradas em linhas poéticas

Percorrem universos distantes  

Nas asas de penas estonteantes  

Apontadas para novos rumos

Que sustentam nas estrofes

Versos esculpidos pela memória

Muitos deles nunca vivenciados

Além dos sonhos hora comentados.

comments