II Festival de Poesia da Cidade de São Paulo - Poemas inscritos

A palavra

TÍTULO DO POEMA: A palavra
AUTOR DO POEMA: Luciana Vieira
INTÉRPRETE: Luciana Vieira

 

 

 

 

A palavra que por todo mundo falada,

Que bom seria se fosse calada,

Estatelada

 

A palavra que é por alguns escrita,

Na tentativa da construção,

Talvez rima…

 

A palavra que por todos cantada,

E por alguns gingada,

Bailada,

 

A palavra que aqui será por alguns lida,

Poderá nem se quer ser…

Entendida

A palavra puta!

A palavra bruta!

A palavra que assassina...

A sua própria rima,

 

A palavra jorrada,

A palavra estancada,

A palavra cumprida,

Desfez... desfaz…

 

A palavra que vai e nunca volta como lhe foi dita,

A palavra aflita…

Ah ...  como quero uma palavra para expressar

As letras que me somem no vento…

Sem consentimento…

 

A palavra que não muito navegada,

Que vai e vem, plaina…

Salta solta…

Feliz somente por existir.

 

A palavra que cansou de ser sofrida,

Ser banalizada, amortizada,

Agora! Quer ser vivida!

 

A palavra felicidade…

Me contou que será feliz,

Cansou de ser falida...

A sua promessa de ser cumprida...

 

A palavra quer gritar sentimento…

Ah!!! que venha de lá…

de dentro…

Quer ser sentida!

 

Cansou de ser cuspida, falada, trancada, estuprada!

Mas tem compaixão

De ser proferida, por não se fazer entendida…

Se eu continuar te falando,

Serás imortalizada…

Calada no seu tempo; de ficar guardada…

Pra se soltar!

E ser livre na hora exata!

comments