II Festival de Poesia da Cidade de São Paulo - Poemas inscritos

Epitáfio para um amor

TÍTULO DO POEMA: Epitáfio para um amor
AUTOR DO POEMA: Caíque Nogueira
INTÉRPRETE:  Caíque Nogueira

 

 

 

 

O que fazer agora que não és mais minha?

Se na tua história eu não sou mais o teu romeu?

Se no meu castelo já não és mais minha rainha?

Se agora tu vens dizendo Adeus?

O meu amor sempre fora mais teu

Do que o teu fora meu.

Mas era melhor ter­te com as tuas doses homeopáticas de carinho

E tuas migalhas de atenção,

Do que nunca mais poder ver­te naquele teu vestido de linho.

Do que nunca mais beijar­te como um pagão.

Não sei o que é pior,

Saber que não mais me pertences

Ou saber que já pertences a outro alguém.

Que agora é dele o prazer que sentes.

Que com ele tu vais mais além.

Minha cama tornou­se um mausoléu do nosso amor.

O teu cheiro ainda está no travesseiro,

Aquele teu perfume traiçoeiro.

Lembrança das nossas noites sem pudor.

Seguro as lágrimas.

Abro outro livro do Leminski.

Acabo de ler.

Tomo mais um copo de uísque.

Agora só me resta escrever,

Pois todo sentimento que me preenche em demasia

Até não mais caber,

Pode ser tristeza ou alegria,

Transborda em poesia!

comments