II Festival de Poesia da Cidade de São Paulo - Poemas inscritos

Zero igual a Um

TÍTULO DO POEMA: Zero igual a Um
AUTOR DO POEMA: Victor Canti
INTÉRPRETE: Victor Canti

 

 

 

 

Está convencionada a divisão

Na unidade inata da contradição

Durante todo o tempo que flui

Atemporalmente em torno de si

Do Um, do Dois, do Nada

Mutantes

Observam seus reflexos

No rio que é sempre outro

De pureza caótica

Gotejam serenamente

Lembranças inflamadas

Infindas e inacabadas

Expandindo internamente

E implodindo para fora

Do que vê atormentado

Que não vê

Que não sabe

Que tudo se passa em si mesmo

Até quando não se passa

 

comments