II Festival de Poesia da Cidade de São Paulo - Poemas inscritos

Limites da manhã

TÍTULO DO POEMA: Limites da manhã
AUTOR DO POEMA: José Luís de Freitas
INTÉRPRETE: José Luís de Freitas

 

 

 

HOJE SONHEI DE NOVO

UM SONHO JÁ ACOSTUMADO

SONHEI QUE ESTAVA NOIVO

EM CIMA DE UM ALTAR ADMIRADO

ADMIRADO ASSIM FIQUEI

QUANDO AO MEU LADO SENTI

NOIVAVA COMIGO ALGUÉM

QUE POR ANOS PRETENDI

COMO ESTAVA FELIZ

NO MEU SONHO LIMITADO

POR MAIS UM MINUTO. UM TRIZ

ACORDARIA... CASADO!

comments