II Festival de Poesia da Cidade de São Paulo - Poemas inscritos

Vi vida

TÍTULO DO POEMA: Vi vida
AUTOR DO POEMA: Michele Lobo
INTÉRPRETE:  Michele Lobo

 

 

 

 

Da vida?

Vi o que se cala, o que se grita

O que não fala e ainda assim em olhar, exita

Em números está reduzida

Mesmo quando a vida

Mesmo na vida que não foi vivida

No alimento, no sangue vida

Vi vida na ferida que não se fez esvaída

Vi vida na lida

Na digital que lê

No calo que cultiva

Vida na certeza debatida

Ou na pauta relativa

Eu vi vida

No silêncio que gesta

Vi vida no coração ferido

Quando a esperança era perdida

Vi vida na fé

Nos rosários dedilhados

No altar a graça pedida

Dá para tocar o coração dO Homem

No sangue que jorrava da 

De lá se vê vida

Vida, vida,vida

Carne ferida

Vi vida na Verdade

Que mortes tentaram ver rendida

Na perseguição, no encalço

No passo descalço

Vida refugiada, exilada

Vida que não tem Pátria

Vida que cresce ao som do canto

Vida que vive no canto

Vi vida que nunca viveu

Sobreviveu sem Céu, sem seu

Vida que não chama por Deus

Vida feliz sem consolos

Vida triste envolta de adornos

Vida que para ser vida precisou de sol

Vida que sem chuva secou-se no só

Vida inerte para voar

Vida que precisou parar

Vida que nunca se deixou tocar

Vida que tocada, pois-se a amar

Vida de pés rachados, passo incerto

Na cor, na fé, no limite do gesto

Vi vida no deserto

Vi vida rotulada

Vi vida no cego

No que vê sem bons critérios

No que resiste aos adultérios

Vi vida na flor

Na aurora sem fim

Na Mãe, na dor, no sim

Vi vida que não passa

Vi vida  para sempre

Vi vida em mim

comments