II Festival de Poesia da Cidade de São Paulo - Poemas inscritos

Flor a partir de agora

TÍTULO DO POEMA: Flor a partir de agora
AUTOR DO POEMA: Kennedy Alves
INTÉRPRETE: Kennedy Alves

 

 

 

Isso parece um deserto

É certo, que vida não vinga aqui

Não consigo ver nada por perto

Incerto é saber se vou durar

Nessa terra opaca

Fraca, mais me lembra cena de filme

Cine, daqueles que já ouvi falar

Mas nunca vi

A propósito, ver mesmo, eu nunca vi nada

Nessa minha terra devastada

Eu fui a única que sobrou

Ninguém me viu, ninguém me levou

Mas sabe, quero mais é viver

Crescer, quem sabe florescer

Dizem que planta não sonha

Tadinhos, sonho em ser arvore todo dia

Sonho em ser GIGANTE

A partir deste instante, para toda eternidade

comments